Entenda os maiores riscos para sua empresa na era digital

Tempo de leitura: 6 minutos

A internet trouxe, sem dúvidas, muitos avanços para o ambiente corporativo. A facilidade e agilidade dos processos em um ambiente virtual são alguns dos responsáveis por um alto ganho de produtividade. Até alguns anos atrás, era inimaginável enviar um e-mail através do seu celular contendo informações importantes para a continuidade do trabalho, em vez de marcar uma reunião – que tomaria um grande tempo.

Entretanto, o mundo virtual não é um mar de rosas. Há muitos riscos para empresas que não sabem proteger-se da melhor forma. Você pode achar que nunca vai acontecer com você, mas nunca se sabe quando o seu sistema será invadido e informações preciosas serão perdidas.

A melhor forma de criar um ambiente seguro é conhecendo os perigos que estão à solta. Por isso, veremos neste artigo os maiores riscos para empresas na era digital e como cuidar da sua segurança!

Principais riscos do mundo digital

Você sabe por quantas pragas virtuais você passa diariamente? São diversos spams, e-mails falsos, links com vírus, entre outros. É possível ao menos suspeitar da grande maioria desse conteúdo – e é somente por isso que você consegue chegar ao fim do dia com o seu computador ainda sendo utilizável.

Isso tudo pode afetar a sua empresa, é claro, mas os riscos corporativos tendem a ser mais elaborados do que isso. Se alguém quiser roubar informações internas, você não receberá um e-mail informando que foi a milionésima pessoa a acessar um site e ganhou R$1.000.000,00. Se a segurança dos seus servidores não estiver em dia, você nem saberá o que aconteceu até que essas informações sejam utilizadas.

Por isso é tão importante conhecer os reais perigos e não ser pego desprevenido. Vamos ver quais são os principais perigos do mundo digital:

  • Furto de identidade. Quando uma pessoa tenta passar-se por outra para obter benefícios indevidos.
  • Fraude de antecipação de recursos. O golpista tenta induzir a vítima a fornecer informações ou recursos financeiros em troca de um benefício futuro – que nunca acontece.
  • Phishing. Tipo de fraude na qual o golpista tenta obter dados pessoais e financeiros através de técnicas de engenharia social.
  • Site de comércio eletrônico fraudulento. É criado um site de comércio falso, em que o cliente realiza o pagamento e nunca recebe o seu produto.
  • Hoax. Um boato com conteúdo falso e alarmante com o intuito de ser divulgado ao maior número de pessoas.
  • Exploração de vulnerabilidades. Pequenas falhas em softwares, serviços ou equipamentos que podem comprometer toda a segurança.
  • Interceptação de tráfego. Consiste em inspecionar os dados trafegados em redes de computadores.
  • Navegação de serviço. É realizado um ataque com vários computadores para tirar do ar um serviço, um computador ou uma rede conectada à internet.
  • Vírus. Um programa malicioso que se propaga, inserindo cópias de si mesmo em outros programas e arquivos.
  • Worm. Um programa capaz de se propagar automaticamente pelas redes, enviando cópias de si mesmo.
  • Spyware. Programa que atua com o intuito de monitorar as atividades e enviar informações coletadas para terceiros.

Como cuidar da segurança

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os principais riscos que estão na internet, é preciso pensar na sua empresa. Imagine o caos que seria se vazassem dados confidenciais de seus clientes ou então conseguissem acesso à suas contas bancárias.

A principal motivação para a utilização desses artifícios é o benefício financeiro, mesmo que indireto. Porém, também existem as pessoas mal intencionadas que desejam apenas prejudicar os seus alvos.

Há uma série de fatores que merecem atenção especial quando falamos de segurança. Veremos alguns deles a seguir:

Proteção de websites e servidores

A sua primeira preocupação deve ser em relação ao seu website e servidores, pois é onde as suas principais informações ficam armazenadas – e, com certeza, o alvo mais atraente para as pessoas mal intencionadas. As principais dicas para ficar seguro são:

  • Mantenha seu computador sempre atualizado, com as versões mais recentes do sistema operacional e softwares
  • Utilize e mantenha atualizados mecanismos de segurança, como programas antivírus e firewall
  • Seja cuidadoso ao elaborar e ao utilizar as suas senhas
  • Utilize conexão segura sempre estiver lidando com dados confidenciais
  • Seja cuidadoso ao manipular arquivos. Evite abrir links desconhecidos, mensagens vindas de estranhos, não execute programas sem verificar a procedência e tenha cuidado com extensões desconhecidas.

Proteção de dados dos cartões de crédito

São cada vez mais comuns as transações comerciais através da internet. Apesar da facilidade de selecionar o produto ou serviço desejado, inserir os dados do cartão de crédito e apenas aguardar a entrega, é preciso ter cuidado para que os dados do seu cartão de crédito não caiam nas mãos erradas.

Os principais dados que você deve manter em sigilo são: número do cartão, nome do portador, data de vencimento, código de segurança e o conteúdo da tarja magnética. Para diminuir as chances de que alguém tenha acesso a essas informações, adote as seguintes práticas:

  • Evite armazenar os dados de cartão após a autorização da transação
  • Não armazene o código de segurança em hipótese alguma
  • Não envie dados de cartão via e-mail, redes sociais ou qualquer outro mecanismo de troca de mensagens online

Criptografia de e-mails

A criptografia é a arte de escrever mensagens cifradas ou em códigos. Ao utilizá-la, as suas informações transitam de forma mais segura, pois mesmo que alguém intercepte uma mensagem, não terá acesso ao seu conteúdo.

Pode parecer complicado à primeira vista, mas não há nada com o que se preocupar. Você não precisará criptografar as suas informações manualmente, basta saber realizar algumas configurações para que essa opção seja utilizada. Entre as vantagens da criptografia estão:

  • Proteção de dados sigilosos armazenados em seu computador
  • Proteção de seus backups contra acessos indevidos
  • Proteção das comunicações realizadas pela internet, como transações bancárias realizadas e e-mails enviados e recebidos

Assinatura digital de documentos

Outra medida de segurança, que utiliza a criptografia, é a assinatura digital. Trata-se de uma ferramenta que comprova a autenticidade e a integridade de uma informação. Ou seja, que aquela informação foi realmente gerada por quem diz ter feito isso e que ela não foi alterada antes de chegar até você.

Certificado digital

Muito semelhante à assinatura digital, o certificado digital é um documento que possui um conjunto de informações que identificam a sua empresa, funcionando como uma espécie de assinatura. Ele diz quem você é e essa informação pode ser verificada junto a autoridade certificadora que emitiu o certificado.

O certificado digital atribui autenticidade, garantia jurídica e a confidencialidade aos documentos e dados das transações. É utilizado, por exemplo, na assinatura digital de documentos diversos, nota fiscal eletrônica, pregão eletrônico, escrituração fiscal digital, assinatura de contratos com fornecedores, entre outros.

 

Você deseja saber mais sobre as vantagens e formas de obtenção do seu certificado digital? Confira em nosso website!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *